Wednesday, 10 September 2008

Dizem que...(esqueci-me de "colar" a última parte do post)

.... e não é que me esqueci mesmo????

Bem, seguindo as cerejas, ou as conversas, ou o que quiserem, lembrei-me ainda de uma última coisa:

Parece que hoje vai começara funcionar o LCqualquercoisa (desculpem a incorrecção e inprecisão) que irá encontrar, ou melhor, procurar encontrar a "partícula de Deus". o Busão não-sei-quê (ai! esperem lá. vou pesquisar)



"LHC" - Large Hadron Collider e "Bósão de Higgs"

Pronto. Coloquei aqui em cima o link desta experiência.

onde ía?

Ah, pois. Independentemente de achar que sou cada vez mais incrédula em relação à ciência, quando ouvi uma cientista a explicar o que se iria passar fiquei com uma pergunta que aqui lhe dou voz:

Dizia a menina (não sic) que o grande e principal objectivo desta experiência era encontrar a partícula Bósão dEle. E porquê? Porque a teoria que explica as leis da natureza só será verdadeira se se encontrar a dita partícula.

Ou seja, os Senhores Cientistas já têm a resposta que querem (não a que encontraram, certo? a que querem). Agora estão à procura da pergunta que precisam.

Mas isto sou eu.

E ainda dizem que a ciência é incompatível com a fé!!

3 comments:

Paulo Cunha Porto said...

Querida Amiga Verdinha,
é o tal que alguns eruditos da Ciência temem que engula a Terra em que po(i)samos... Li-o no «Impensável».
Com muito menos riscos, também eu recomecei a funcionar.
Aqui, em Boa Companhia:
http://corta-fitas.blogs.sapo.pt/
Beijinho do que em tempos foi réprobo

Luísa said...

Querida Nocas, por mais que leia e esprema os neurónios, não consigo penetrar nesses densos mistérios das ciências do infinitamente grande e do infinitamente pequeno. Sou finita, é isso. E enquanto não perceber como é que do nada se fez a primeira partícula, vou continuando a acreditar numa «mãozinha» da Providência Divina. ;-)

Nocas Verde said...

Querido Paulo,

Já lá fui. Vá voltando o senhor também, sim?

Querida Luísa,
Como os nossos irmãos brasileiros dizem: "É isso aí".
E sabe que mais?
Tenho para mim que acreditar nessa Mão Maravilhosa Divina requer menos fé.
Mas isto sou eu!