Wednesday, 18 February 2009

Desafios, correntes e afins (II)

A querida Luísa desafiou-me.
A regra é:

Pegar o livro mais próximo, abrir na página 161 e transcrever a 6ª frase

O livro que está mesmo, mesmo ao meu lado é: (suspense)

"O pêndulo de Foucault" de Umberto Eco
página 161
Mas na real idade, você diz-me, doutor Wagner, que eu estou mal porque a
Faquinha não se separa do Facão
.

(não falo sobre a frase. ainda vou na página 40...)

passo a: Van Dog Bandeira ao Vento Bongop Once PPTAO

6 comments:

once said...

lembro-me bem desse .. magistralmente escrito (ando com o magistral na ponta da língua, eu sei .. ) e muito, muito denso!

Boas leituras e obrigada pela prenda *

nocas verde said...

devagar devagarinho vai...
estou a amar
magistral sim! **

Luísa said...

Nocas, tem de chegar rapidamente à pág. 161, para nos explicar o sentido um tanto «oculto» dessa frase. :-)
Fiquei pelas primeiras páginas do «pêndulo» - foi a densidade de que fala a Once - mas talvez um dia destes me abalance a continuar.

nocas verde said...

Luísa,
Com as aulas, as Crias e tudo o resto é difícil seguir mas fica combinado (só espero não a desiludir) bj

Van Dog said...

aiai... sou eu!
Tenho que tratar disso...
Uauff!

nocas verde said...

miau deste lado para si, Van Dog!
faça-me lá esse favor :)