Monday, 15 October 2007

Olha Kesta!

Corri desesperadamente para o autocarro... não é habito correr , mas não me apetecia mesmo nada esperar mais de meia hora pelo transporte seguinte.

O dito passou por mim e, tenho a certeza, ainda atirou um sorriso de escárnio (o autocarro, não o condutor!) enquanto me fadava a tal espera.

Sentei-me no banco da paragem, conformada a pacientemente esperar e preparei-me para fumar um cigarrito. Enquanto procurava na mala um dos quatrocentos mil isqueiros (que são, de certeza, primos do líquido amaciador e vão fugindo sorrateiramente enquanto os meus dedos rebuscam os recantos maleiros) aproximaram-se duas cachopas.

- Arranjas-nos uns cigarritos, por favor?

Um dos isqueiros estava já preso entre os meus dedos, fugiu, debateu-se, eu lutava herculiamente e deixei-o escapar. Suspirei.

Abri o maço

- Desculpem - enquanto lhes mostrava o conteúdo - só tenho este...

- Não faz mal... - diz uma muito sorridente - fumamos a meias! - e atira a mão peluda (bem, não era peluda, mas merecia ser!) e tira o ÚLTIMO, ÚNICO, SOLITÁRIO cigarro do maço e afastam-se com um obrigada escancarado.

Os isqueiros de repente deram todos um grande "viva" dentro da mala, de pura vingança enquanto eu fiquei ali na paragem a digerir.

Vingança
Quando cheguei a casa atirei-os todos para o lixo... não sem antes os acender trezentas vezes CADA um.

Bom dia e boa semana para todos!

2 comments:

Bongop said...

Faz como eu ,,, deixa de fumar , e com o dinheiro que sobra compra BD !

Nocas Verde said...

Amigo Bongop
conselho registado ;)
(não sei fazer estes símbolos... mas o que queria deixar-te era uma piscadela de olhos...)