Thursday, 7 May 2009

A beautiful picture a day... 026 (snif)



Bateram-me no carro!

Acreditaremos nas pessoas e na sua boa vontade?

Acreditaremos nas promessas feitas?

Acreditaremos na expressão sincera?

Esta verde decidiu que sim.

Depois digo como correu...

(e quem tem cabeça para estudar Penal agora, não me dizem?)

8 comments:

once said...

ohh shhhh*&%$#=!!

conta sim. :)
beijo

nocas verde said...

crédula eu... a ver vamos
(já "ouvi" de quase toda a gente... não devia ter acreditado, blá blá blá)

drengo said...

ora...
pense no que lhe apetecia fazer a essa pessoa, no caso de não vir a cumprir a promessa que lhe fez; depois, verifique que tipos de crime se enquadram no que gostaria de fazer a essa criatura - objectiva e subjectivamente.

se não chegar, estude a teoria da culpa, afastando a responsabilidade objectiva, e determine se poderia ter havido dolo da parte dessa pessoa, ou mera negligência.

drengo said...

...o WV está a informar que devemos procurar acreditar na honestidade das pessoas. não esotu a ver outra razão para me colocar aqui...
honastee (...êz da bést polacee)

nocas verde said...

exactamente. eu decidi acreditar. até porque acredito (em verdadeira contradição com a corrente maioritária) que a culpa, para além de limite material e formal da pena, precisa e requer expiação - influências, sem dúvida de noções judaico-cristãs. E, a acreditar na muito objectiva atrapalhação e remorso do senhor, tem-na e cumprirá.
negligência, quanto amim, caríssimo. (tiro o "mera" porque se tivesse apanhado a porta não estaria eu aqui a escrever).
Grata plea ajuda:)

Bongop said...

Credo, bateram-te no carro e não fizeste declaração amigável com testemunhas?????? Sem auto da policia?????
Boa sorte...... pode ser que a tenhas! A mim chegou uma vez sem sorte!

Luísa said...

Nocas, já tive duas experiências que tratei à confiança. A primeira, com um homem, correu bem. A segunda, com uma mulher, correu mal, porque o marido dela, que não assistiu ao acidente (a senhora não travou e bateu-me nas traseiras do carro) resolveu interferir. Espero que tenha sorte. Como diz que é um senhor roído pelos remorsos, acho que sim. ;-)

nocas verde said...

Oh, Bongop, se soubesses quantas pessoas me disseram o mesmo!
É verdade que tinha testemunhas e tal mas decidi mesmo acreditar...
Obrigada pelos votos de sorte!

Luísa,
Engraçado essa de mulher/homem. com o meu marido aconteceu a mesma coisa. Com uma mulher não teve sorte nenhuma...
Um beijo :)